Migos seus locos, hoje é o primeiro dia útil do ano e euzinha também estou de volta após o meu merecidíssimo descanso (mentira, eu levei o computador para praia, era para ter feito várias coisas na viagem, mas não tinha internet lá e meu 3G não tava funcionando, mas vídeos foram editados, fotos foram tiradas modéstia a parte maravilhosas, to cheia de coisas novas para vocês, seus lindos!).
Essas fotos eram para ser postadas ano passado ( parece muito tempo, né ? ), até tinha desistido da ideia de fazer elas na praia só para postar antes, mas não deu muito certo por conta de problemas técnicos, vulgo internet, mas esse não é o importante.
Final de ano tem um significado muito forte para mim, não sei para o resto das pessoas, mas o que eu prometo mudar no começo do ano muda mesmo ao decorrer do ano, final de ano é aonde eu concentro a minha energia e busco o foco do próximo ano, por isso eu gosto tanto desse clima de ano novo. Eu queria falar nesse post um pouco do meu ano, o que eu aprendi com ele, porque vários aspectos desse ano contribuíram para eu tomar coragem e fazer o blog. Quero olhar daqui uns anos para esse post e relembrar eles e queria também registram aqui o que eu espero de 2016.
O ano de 2015 foi nomeado por mim o melhor ano da minha vida, conheci os melhores lugares, pessoas e sentimentos, aprendi algumas coisas, coisas valiosas que eu quero compartilhar com vocês, um pouco para vocês, um pouco como diário para nunca esquecer.

image6image5

1 – Aprendi que a qualquer hora a vida pode te dar aquele empurrãozinho para você seguir seus sonhos e que sinais devem ser atendidos (afinal, o destino tem muitas vidas para cuidar então se ele gastou o tempo dele para te mandar algum sinal, de valor).
2 – Aprendi que as pessoas mudam o tempo todo e que as vezes quem você menos espera pode se tornar uma grande amiga.
3 – Aprendi que as pessoas brilham e quando você brilha forte atrai estrelas de intensidade igual.
4 – Aprendi a me entregar um pouco mais a vida e descobri que viver ela vale muito mais a pena do que viver no piloto automático.
5 – Aprendi a não ter medo de amar, porque se não vira paixão, vira poesia.
6 – Aprendi a gostar de um tipo totalmente diferente de música que eu gostava antes e descobri que as músicas de verdade poucas pessoas conhecem porque elas não foram feitas para vender.
7 – Aprendi a amar por inteiro

image8

image7

8 – Aprendi que não têm porque ter ciúmes, nem têm porque prender alguém, porque dois pássaros voam mais alto juntos do que engaiolados.
9 – Aprendi o verdadeiro significado da palavra surpresa, surpresas são coisas que vem do nada, sem você nem se quer imaginar e elas podem ser muito boas, como tantas coisas boas que acontecerem durante o ano, ou podem ser ruins, como a perda de alguém importante para você ou a perda de alguém que era muito importante para alguém que você se importa muito. Perdas doem e elas puxam seu tapete e tiram seu chão sem você se quer respirar. Aprendi que essa é a vida e ninguém pode mudar ela, as coisas boas vem seguidas de coisas ruins e as ruins vem seguidas de coisas boas.
10 – Aprendi que deixar as coisas para o ultimo segundo tem um preço caro (espero ter aprendido na verdade ).
11 – Aprendi, meio tarde, mas aprendi, que não vale a pena insistir em uma amizade desgastada e que isso não significa desistir, significa ser madura o suficiente para perceber que certas amizades não tem futuro, se te faz mais mal do que bem, não podemos nos contentar com momentos raros que nos fazem bem. Isso eu aprendi com um livro que eu li, dizia que nosso coração tem poucos espaços e precisamos nos desapegar de algumas pessoas para que novas cheguem e preencham esse espaço, quando eu li liguei isso ao amor apenas, mas percebi que vale para tudo que ocupa um espaço no nosso coração.

image4

image3

Agora para 2016 eu pedi algumas coisas para as ondas levarem embora e algumas para elas trazerem, mas não gosto de contar pedidos enquanto eles ainda não foram realizados, mas eu espero que 2016 seja um ano de sucesso, foco e muito sol, que esse é o ano do sol, então acho que de certa forma é o ano dos girassóis também, não é mesmo ?
Agora para encerrar esse post gigante eu queria desejar um ano cheio de sol para vocês e propor para vocês aproveitarem essa época de renovação para concentrarem a energia de vocês em um foco, além de esquecerem as coisas ruins do ano passado, deixarem tudo que vocês enxergaram que não gostaram em si próprios no ano passado e ir mudando de pouquinho em pouquinho esse ano: se você acha que é muito desorganizada, começar a procurar maneiras de se organizar em casa, na escola, na faculdade e etc…; se você não está satisfeita com aqueles quilinhos a mais, começar a fazer algum exercício físico que você goste de fazer; se você tá apegada naquele boy que de magia não tem nada desapegar, porque filha tem muito cara legal por aí. Enfim o importante é que se a gente quer a gente consegue! Eu me considero a pessoa mais desorganizada do mundo, e ano passado isso me prejudicou muito, a meta desse ano é ser organizada e aos pouquinhos a gente vai mudando juntos !

image1 (1)

image2

FOTOS POR: Thiago Mitushima 

Compartilhe
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Tumblr